“O Programa Para Fortalecimento da Mídia (MSP) está a ajudar os jovens moçambicanos a reinventarem-se. Saio daqui muito bem impressionada, por serem jovens que estão a produzir algo diferente”, disse esta manhã a Ministra de Trabalho, Emprego e Segurança Social, Victória Diogo, durante a visita a h2n, TV Surdo e Mídia Lab (ML) – novas organizações incubadas pelo MSP. Para a ministra, a qualidade dos trabalhos apresentados faz jus ao lema do ML ʻPensar fora da caixaʼ. “As reportagens produzidas, realmente, partem de um jornalismo investigativo que não apenas informam, mas educam (formatam) a pessoa humana a ter um pensamento crítico”.

Nas suas actividades, o ML tem pautado pela rubrica de emprego e produção de reportagens que mostram a sociedade que apesar do índice de desemprego ser elevado, o mercado moçambicano é fértil para desenvolver auto-emprego com vista a garantir a sustentabilidade dos jovens e contribuir para o crescimento da economia nacional. Victória Diogo falou ainda da importância que o ML e a TV Surdo assumem na orientação dos jovens a formarem-se para satisfazer as demandas do mercado de trabalho (auto-emprego e empreendedorismo).

Na ocasião, a ministra manifestou a disponibilidade da instituição que tutela colaborar com a h2n, TV Surdo e Mídia Lab na produção de spots sobre segurança, higiene e doenças no trabalho para consciencializar a sociedade a importância destes tópicos que, muitas vezes, são negligenciados. A visita contou com a presença da Directora da USAID Moçambique, Jennifer Adams, e oficiais do Ministério.

O MSP é financiado pelo Governo dos Estados Unidos da América, através da sua Agência para o Desenvolvimento Internacional (USAID), e implementado pela IREX.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *