Doze jornalistas de Rádios Comunitárias (RC) de Sofala foram, de 15 a 19 de Julho de 2019, na cidade da Beira, especializados na produção de matérias sobre HIV e Tuberculose (TB). A formação teve como foco fortalecer as campanhas de comunicação e consciencialização das comunidades a cerca da prevenção destas doenças, actualmente consideradas principais causas de morte por infecção em Moçambique.

Euridice de Sousa, Chefe do Departamento de Combate a ITS e HIV na Direcção Provincial de Saúde de Sofala, explicou que “a formação acontece num momento em que o MISAU está a actualizar as mensagens-chaves”. Sendo assim, “os jornalistas desempenham um papel decisivo na disseminação destas mensagens, prevenção e combate destas patologias” referiu Fino Massalambane, Director Distrital da Saúde da Beira.

Os jornalistas provenientes de seis (6) rádios da: Beira, Dondo, Nhamatanda, Gorongosa e Búzi; foram doptados de técnicas de criação de histórias de sucesso e mobilização comunitária. Como forma de aplicar os aprendizados, os jornalistas dirigiram-se ao povoado de Mandruze, distrito de Dondo, onde realizaram uma palestra comunitária sobre métodos de prevenção e tratamento do HIV e da TB.

A formação foi organizada pela h2n, com apoio financeiro do Programa Mundial da Alimentação (PMA), teve a parceria técnica de especialistas da Direcção Provincial e Distrital da Saúde e do Conselho Provincial de Combate ao HIV.

h2n é uma ONG moçambicana focada na comunicação comunitária, geração de demanda, mobilização social, advocacia estratégica e engajamento online para mudanças sociais e de comportamento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *