Oito (8) novos jornalistas da Rede de Comunicação em Saúde e Nutrição (RCSN) estão, de 19 a 23 de Novembro, a ser capacitados em matérias de produção de conteúdos radiofónicos sobre saúde. A formação, que decorre na Cidade da Beira, tem como objectivo expandir a RCSN em Sofala com destaque para os distritos de Dondo, Nhamatanda, Marromeu, Caia e Gorongosa.

Este projecto “visa aumentar o conhecimento sobre temáticas ligadas a nutrição, promover boas práticas de educação alimentar e engajar as comunidades a aderirem aos serviços médicos” explicou Farida Ustá, Directora de Programas da h2n. A medida serve de contributo para a luta contra o elevado índice de desnutrição no país.

Durante a formação, os novos integrantes da RCSN tiveram a oportunidade de visitar o Centro de Saúde da Munhava onde acompanharam o processo de consultas e rastreio dos casos de desnutrição em mulheres grávidas, lactantes e crianças. “A actividade foi interessante, principalmente, porque houve abertura das fontes – algo que tem sido díficil em outras circunstâncias” disse Fernando Cerveja, jornalista comunitário da RC Búzi.

A iniciativa da expansão da Rede enquadra-se no âmbito da parceria entre a h2n e o Governo de Canadá. Até o momento, as actividades estavam somente centradas nas províncias de Nampula, Zambézia, Niassa e Cabo Delgado. A RCSN, mecanismo da h2n, é formada por jornalistas comunitários que produzem e difundem regularmente conteúdos sobre saúde e nutrição nas comunidades.

h2n é uma ONG local (incubada pelo Programa Para Fortalecimento da Mídia – MSP) focada na comunicação para a comunidade, destinada a partilha de informação, mobilização comunitária e geração de demanda para o serviço público e privado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *